AgronegóciosEditais - Eleições 2020EducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos

As “vacinas de vento” e as “cabeças de vento”

* Por Janaína Naumann

por: Independente

sábado, 20 de fevereiro de 2021 - 13:47:00

* PorJanaína Naumann

O setor de Saúde está trabalhando à exaustão em todo o país e os profissionais estão garantindo no dia a dia a manutenção da vida de milhões de brasileiros.

Hoje, precisamos levantar um assunto que vem ganhando grandes proporções nos últimos dias: as chamadas “vacinas de vento”, aquelas que são aplicadas sem nada dentro ou, simplesmente, ocorre a simulação de aplicação.

Precisamos deixar muito claro que quem pratica tal ato, não pode ser considerado um profissional da Saúde. Por isso, a Saúde e seus heróis não estão sendo questionados, pois esses poucos “cabeças de vento”, não representam a classe, em nenhum momento.

A investigação inicial aponta que as “vacinas de vento” estariam sendo desviadas em benefício próprio, ou de pessoas próximas a quem simula a aplicação ou, ainda, sendo comercializadas no mercado negro. Seja qual for o caso, é crime, e quem pratica precisa responder judicialmente.

Por longos meses todos nós aguardamos ansiosos o avanço da medicina e a elaboração de vacinas eficientes. A espera valeu a pena!

Agora, precisamos demais um pouco de paciência, pois todos os brasileiros serão imunizados, cada um a seu tempo.

Assim como os fura fila, quem aplica as “vacinas de vento” precisa ser denunciado, pois pode estar tirando a vida de alguém.

Fura fila e “cabeça de vento”, as novas pragas que estão sendo identificadas no País.

Acredite: juntos e com paciência, vamos todos sair dessa pandemia!

Mantenha as medidas de distanciamento e de prevenção ao coronavírus. Assim, você estará ajudando a salvar a vida de pessoas mais vulneráveis à doença.

COMENTÁRIOS