AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
#FICAEMCASA

Contrariando recomendação de presidente, Governo do Paraná confirma que manterá medidas contra COVID-19

Em pronunciamento oficial, presidente Jair Bolsonaro minimizou crise provocada pelo coronavírus no país

quarta-feira, 25 de março de 2020 - 15:13:00

O Governo do Paraná afirmou que vai manter o planejamento e as medidas de enfrentamento à pandemia do coronavírus. O anúncio foi feito por meio de nota à imprensa após o pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), em cadeia nacional, na noite dessa terça feira (24 de março), em que critica o fechamento de lojas, comércios e escolas.

Na noite de ontem, em seu pronunciamento, o presidente criticou a imprensa por “espalhar o pavor” do novo coronavírus no país, além de também criticar a política de confinamento adotada nos Estados e ter defendido a reabertura de escolas.

“O que se passa no mundo tem mostrado que o grupo de risco é o das pessoas acima dos 60 anos. Então, por que fechar escolas?”, questionou o presidente. “Raros são os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos de idade”, acrescentou Bolsonaro. “O vírus chegou, está sendo enfrentado por nós e brevemente passará Nossa vida tem que continuar. Os empregos devem ser mantidos. O sustento das famílias deve ser preservado. Devemos, sim, voltar à normalidade”, prosseguiu o presidente.

Paraná

Na contramão do discurso do presidente, o Governo do Paraná afirma que vai manter o fechamento de comércios, galerias, shoppings, de escolas e outras medidas.

Ainda, o governador Carlos Massa Ratinho divulgou na tarde de ontem (24) um pacote social de R$ 400 milhões para ajudar famílias paranaenses mais vulneráveis a enfrentarem a pandemia do novo coronavírus. Entre as medidas estão auxílio financeiro para 300 mil famílias por cinco meses, novos limites de consumo nos programas sociais da Copel e da Sanepar, adiamento das parcelas dos programas de habitação da Cohapar e reforço na compra de insumos da agricultura familiar.

Nos próximos dias, a expectativa é que o governador anuncie medidas econômicas voltadas a empresários paranaenses.

COMENTÁRIOS