AgronegóciosEditais - Eleições 2020EducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos

Mães e pais e a nova realidade da educação em tempos de pandemia

* Por Janaína Naumann

por: Independente

sábado, 13 de junho de 2020 - 15:56:00

* Por Janaína Naumann, biomédica

Estamos entrando no terceiro mês da atual situação, onde a pandemia da Covid-19 está nos forçando a novas rotinas de vida. São três meses onde também nossos filhos estão tendo suas vidas afetadas, principalmente no setor educacional.

Ainda não temos nada claro com relação ao futuro, mas uma coisa é certa: temos que nos adequar a esta nova realidade, pois nossos filhos não podem ser penalizados.

Estamos nós, mães e pais, em uma ponta e, na outra, estão os profissionais de ensino, que têm se desdobrado para buscar e oferecer alternativas para que a qualidade de ensino não seja afetada. 

As crianças e jovens que já tinham uma rotina escolar antes da pandemia devem permanecer o mais próximo dela, para que quando a situação passar, ou amenizar, e ocorrer o retorno às aulas, elas não tenham que retomar o processo do zero.

Muitas famílias não têm o mesmo tempo para disponibilizar no auxílio educacional dos filhos. 

Porém, o momento exige um esforço extra de todos. 

Os pais têm muita importância na educação dos filhos, pois são responsáveis por legitimar ou rechaçar conhecimentos e valores adquiridos pelas crianças no processo civilizatório. Exercem, portanto, importante mediação na relação da criança com o mundo. E neste momento, tudo isto fica ainda mais evidenciado.

Temos que parabenizar aos profissionais de educação, que não estão medindo esforços para encontrar e efetivamente pôr em prática as melhores alternativas para manter o processo ensino/aprendizagem.

Enfim, o mais indicado neste momento é se manter próximo da escola do seu filho, conhecer as alternativas, sugerir, acompanhar e ser parceiro. Afinal, ninguém tem culpa da pandemia, mas todos temos responsabilidades para amenizar o máximo possível os seus efeitos sobre nossas vidas e, principalmente, dos nossos filhos.

COMENTÁRIOS