AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos

Ser mãe não é fácil e nos fragiliza!

por: Fran Rocha

quinta-feira, 8 de agosto de 2019 - 11:58:00

Ahhh, o “Face” e suas saudosices! O TBT de hoje foi uma lembrança de três anos atrás: meu filho com um aninho. Foi uma nostalgia tremenda...

Ao passo em que pude me transportar em um tempo em que as coisas eram menos difíceis, a inocência era maior, e o mundo em que nós dois, mãe e filho, nos permitíamos passar o dia brincando, rindo de coisas “bobas” e vendo “perfeição” em simples coisas que nos cercavam. Aliás, o riso era presença mais constante.

Inevitavelmente revivi vários momentos, dos banhos de balde ou até mesmo na pia da cozinha, das incontáveis vezes em que minhas gavetas foram invadidas e reviradas por um pequeno “terroristinha”, e, claro, o desespero por encontrar a chupeta quando “por acidente” ela era deixada nos mais diferentes lugares.

Saudade dói! Lembrança também. Hoje em dia nossa vida é diferente. E em certos momentos o sentimento de culpa reaparece. Nossa rotina é mais corrida e preenchida por outras atividades. Talvez devêssemos passar mais tempo juntos. Chego a me questionar se realmente sou uma boa mãe. Se deveria gritar menos, afinal, quando uma mãe perde a paciência todo mundo vê, mas só não percebe todo o estresse pelo qual ela passa.

Ser mãe não é fácil e nos fragiliza. É como se todas as nossas fraquezas aflorassem. Mas, ao mesmo tempo, traz a sensação de ser uma super-heroína.

Curtir os momentos! Acredito que esta deve ser a chave nessa jornada incrivelmente contraditória, por assim dizer.

Encerro com o desejo de que, aos poucos, possamos perceber que o mundo não acaba amanhã e que algumas coisas nem são tão urgentes assim. Já outras, não podem esperar!

 

COMENTÁRIOS





Meu coração e eu!

Fran Rocha

A vida muda todos os dias, e nós temos que mudar com ela. Ser quatro em um já faz parte das nossas vidas e o segredo é sermos felizes e aprender muito com os ensinamentos da vida. Você vai se identificar, em algum momento, com o que tenho para contar.