AgronegóciosEditais - Eleições 2020EducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
REFORÇO NA SEGURANÇA

Diária extrajornada coloca quase 4 mil policiais e bombeiros militares a mais nas ruas

A expectativa é que esse número aumente porque ainda se trata de um projeto novo

quarta-feira, 21 de julho de 2021 - 11:00:00

Mais policiamento ostensivo e preventivo nas ruas e maior sensação de segurança para a população são as principais mudanças após a regulamentação da Diária Especial por Atividade de Extrajornada Voluntária (DEAEV) para policiais e bombeiros militares. O ato foi assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior em maio e em junho já gerou resultados expressivos.

Uma análise feita entre os dias 1º e 30 do mês passado aponta que na primeira semana 620 militares estaduais (policiais e bombeiros) se voluntariaram à escala da extrajornada. Na seguinte o número passou a 1.891 integrantes, foi a 2.747 na terceira e o mês encerrou com 3.903 servidores a mais em atividade. 

O engajamento voluntário dos policiais e bombeiros militares é uma das respostas do planejamento do Governo do Estado para reforçar a presença nos locais que mais precisam. “Estamos buscando avançar para levar tranquilidade para as famílias paranaenses. A ideia é ter cerca de 4 mil policiais e 1,7 mil viaturas a mais nas ruas, o que atenderá as cidades que precisam de patrulha”, afirmou Ratinho Junior.

Segundo o comandante-geral da PM, coronel Hudson Leôncio Teixeira, o ganho com as escalas foi a ampliação do policiamento em regiões que careciam de maior atenção. “Com esse programa tivemos um incremento significativo de viaturas circulando em regiões que não tinham policiamento pleno. Os comandantes de unidades de todo o Estado têm colocado mais equipes nas ruas e isso tem contribuído para a redução de crimes como roubos e furtos”, disse.

A expectativa é que esse número aumente porque ainda se trata de um projeto novo. “Nesta primeira fase tivemos um bom número de policiais atuando na escala, mas nosso objetivo é que mais integrantes sejam voluntários e façam parte desse trabalho que é muito importante para toda a sociedade”, acrescentou.

Mais ambulâncias nas ruas e reforço de pessoal no atendimento e despacho de ocorrências foram alguns dos avanços no Corpo de Bombeiros. Segundo o comandante da instituição, coronel Gerson Gross, a adesão dos bombeiros às diárias tem progredido.

“Cerca de dois terços do efetivo do Estado aderiu à escala extrajornada, que chegou em boa hora tanto para ajudar na parte operacional, colocar mais viaturas em funcionamento, bem como auxiliar financeiramente o nosso efetivo. O principal é que conseguimos prestar um atendimento mais eficiente à nossa população, estar presente naquele momento que ela mais precisa”, disse.

EXEMPLOS 

As regiões do Interior do Estado têm se beneficiado de maneira efetiva com o programa, permitindo que municípios que necessitavam de maior presença policial pudessem notar a melhora do policiamento. Com mais equipes disponíveis, ações contra a criminalidade foram ampliadas e ajudaram a Polícia Militar a retirar drogas e armas de circulação.

Um exemplo foi a operação Oeste Alerta II, desencadeada pelo 14º Batalhão no início do mês de julho e que resultou na apreensão de 400 quilos de maconha, cinco armas de fogo e mais de mil munições na região de Foz do Iguaçu.

Outra situação de destaque foi um veículo recuperado instantes após o roubo por meio da atuação dos policiais militares voluntários da escala extrajornada em Telêmaco Borba, nos Campos Gerais, no último dia 7. O veículo foi encontrado abandonado no Parque Tibagi e entregue à Delegacia de Polícia da cidade.

“É um avanço importante para os policiais do Paraná. Estamos duplicando o número de viaturas nos horários e dias com maiores índices de criminalidade. E os resultados já começaram a aparecer. Mais policiais atuando em prol do Estado é uma política benéfica para a sociedade”, afirmou o coronel Hudson.

DECRETO 

O decreto 7.585, que instituiu a Diária Especial por Atividade de Extrajornada Voluntária, foi publicado em 6 de maio deste ano para regulamentar a lei 19.130 de 2017, que já permitia a aplicação de profissionais de segurança pública em escalas voluntárias mediante pagamento pelo Estado.

No decreto, foi estabelecido que a escala de extrajornada voluntária seja para emprego em atividades de policiamento ostensivo, de bombeiros e de defesa civil, com limite de até quatro diárias por mês de seis horas cada uma.

O valor de cada diária é de R$ 180,00 e se o policial ou bombeiro completar as quatro diárias do mês, receberá R$ 720,00 a mais na folha de pagamento. O texto estabelece ainda que o pagamento será feito até o segundo mês após o emprego do militar estadual na escala extrajornada.

O valor não será incluído para contribuição previdenciária, nem para qualquer vantagem pecuniária ou a título de hora extra ou serviço extraordinário.

COMENTÁRIOS