AgronegóciosEditais - Eleições 2020EducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
OLIMPÍADA

Paratleta guarapuavano se prepara para os jogos paralímpicos de 2021

Welder tem o apoio da prefeitura para essa preparação. O lugar onde os treinamentos ocorrem foram cedidos pela Secretaria de Esportes e Recreação

quinta-feira, 29 de abril de 2021 - 10:29:00

O Paratleta Welder Knaf  representa Guarapuava na equipe brasileira que irá aos Jogos Paralímpicos, em agosto e setembro de 2021. O atleta de tênis de mesa treina todos os dias no Ginásio Municipal de Esportes Zilá Mendes Guiné, no bairro Santana, para conseguir um bom desempenho na competição.

Além de treinar aqui, todos os dias, também treino uma vez por mês em São Paulo, junto com os outros atletas que já estão classificados. Lá é um treinamento bem específico com a seleção para pegar ritmo de jogo, contou o paratleta.

Welder tem o apoio da prefeitura para essa preparação. O lugar onde os treinamentos ocorrem foram cedidos pela Secretaria de Esportes e Recreação. “Esse lugar é fantástico porque, além de poder vir a hora que quiser, é bem adequado, tem ar-condicionado e mesa de qualidade ”, completou o mesa-tenista.

Além de ceder o espaço estruturado para os treinos, a prefeitura oferece bolsa, através da Lei de Incentivo ao Esporte. “Nós temos uma divisão de patrocínios e como ele é atleta de nível olímpico, recebe essa contribuição”, ressaltou o Secretário de Esportes e Recreação, Milton Roseira.

É muito importante incentivar esses atletas e dar esse apoio para que eles sejam espelho para outras pessoas, para que se sintam motivados a praticar esportes e a não desistirem dos seus sonhos. E que um dia possam, também, dar orgulho para nossa cidade, finalizou o Secretário.

Para o mesa-tenista, participar de uma paralimpíada é muito especial.

É o maior evento mundial, de várias modalidades, incluindo o tênis de mesa. Eu pude participar de outras edições e é uma coisa inesquecível. O momento que estamos vivendo, em decorrência da pandemia, torna essa edição ainda mais especial, por ser um momento de mais superação ainda. Mesmo com todas as dificuldades, eu fui classificado e não vejo a hora de chegar esse dia e poder participar. Estamos treinando para isso, completou Welder.

Trajetória vitoriosa

O guarapuavano já representou o Brasil em importantes competições como o Parapan de 2003, onde voltou com uma medalha de ouro na modalidade por equipes. Ele também foi prata na disputa individual e ouro com a equipe nos Jogos Parapan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007.

Welder também fez parte da equipe que conquistou uma medalha inédita para o Brasil, em Pequim, 2008. “Nas paralimpíadas de Pequim eu consegui prata, conquistando a primeira medalha do Brasil, no tênis de mesa, em toda a história” contou.

O mesa-tenista também foi representante do Brasil na Paralimpíada do Rio, em 2016, e conquistou a medalha de prata no torneio individual da classe 3 (cadeirantes) do Aberto Paralímpico dos Estados Unidos de Tênis de Mesa, em Las Vegas.

Apoio nos treinos

O Paratleta Welder treina junto com outro mesa-tenista guarapuavano que também já participou de diversas competições nacionais e internacionais. Ezequiel Babes também é atleta paralímpico m as ainda não garantiu vaga nessa edição dos jogos.

A Paralímpiada

Os Jogos Paralímpicos de Verão ocorreriam em 2020 e foram adiados em decorrência da Pandemia da Covid-19. A previsão é que o evento multiesportivo seja realizado entre 24 de agosto e 5 de setembro de 2021, em Tóquio no Japão.

 

COMENTÁRIOS