Depois de amplo estudo e de análises técnicas criteriosas, nesta semana, começaram nesta terça-feira (14 de maio) as obras de revitalização da Rua XV de Novembro, no Centro de Guarapuava.

O projeto é um dos mais audaciosos e inovadores da cidade das últimas décadas e contempla a urbanização, mobilidade, acessibilidade e sustentabilidade, com foco na ecologia. Depois de concluído o projeto, o novo calçadão da Rua XV de Novembro, será um espaço de desenvolvimento econômico, lazer, turismo e de melhoria na qualidade de vida para a população.

“Como eu disse no lançamento deste projeto, lá em setembro de 2022, vivemos um novo momento em Guarapuava. Este é o tempo da inovação, da criatividade e da modernização de nossa cidade. Diversas são as obras no Município e eu destaco a revitalização da Rua XV de Novembro como um marco histórico e uma verdadeira transformação para toda a nossa população que merece nosso empenho como gestores. Por várias décadas, o centro da cidade não recebeu a atenção merecida, mas hoje, depois de muito planejamento e de ampla discussão com entidades e com a população, começamos este projeto importantíssimo que, com certeza, mudará totalmente nossa cidade”, destaca o prefeito de Guarapuava, Celso Góes.

O chefe do executivo municipal acrescentou também, que durante a concepção do projeto, foram realizadas audiências públicas para que a sociedade fosse ouvida e opinasse sobre a melhor maneira de executar a obra que transformará a cidade.

“Realizamos audiências públicas com a participação de diversos segmentos, incluindo representantes da ACIG (Associação Comercial e Empresarial de Guarapuava), entidades comerciais, moradores locais e usuários frequentes do calçadão. Hoje, esse espaço é o mais utilizado por pedestres na cidade, especialmente devido à presença de bancos e estabelecimentos comerciais no entorno. Nosso objetivo é atender às normas de mobilidade, promover a acessibilidade, fomentar o comércio e modernizar este local histórico, o marco zero do Município”, discorre Celso.

Para o início da obra, algumas árvores de espécies não nativas precisaram ser retiradas e outras 51 serão plantadas na sequência, em um trajeto de 800 metros. De acordo com o secretário de Planejamento do Município, Paulo Dirceu Rosa de Souza, a retirada das árvores faz parte da primeira fase do projeto que prevê a limpeza e preparação do espaço para a revitalização. Ele destaca que as espécies exóticas estão condenadas, com raízes se espalhando pelo passeio, se estendendo até a via, algumas delas, conforme explicou, estão com risco iminente de queda. “A retirada de algumas árvores de espécies exóticas, de raízes profundas e com grande risco de queda, faz parte do planejamento de revitalização da Rua XV de Novembro. Na sequência, serão plantadas 51 árvores da espécie Liquidâmbar (nome poupar da Styraciflua), compatível com o terreno e o clima da nossa região. Esta árvore é de uma beleza incomparável e vai deixar o centro da cidade ainda mais lindo depois da conclusão das obras. Este será um dos mais belos projetos de Guarapuava, na verdade um sonho da gestão do prefeito Celso Góes”, destacou Paulo Dirceu.

A revitalização do Calçadão da XV de Novembro é uma iniciativa da Prefeitura de Guarapuava, por meio da Secretaria de Planejamento e Urbanismo do Município. Com um investimento de cerca de R$ 14 milhões, via Paraná Cidade, a obra promete promover uma transformação significativa na qualidade de vida dos cidadãos e impulsionar o comércio local.

No dia da assinatura do projeto autorizando o início das obras, Paulo Dirceu ressaltou a importância histórica do Calçadão da Rua XV de Novembro, recordando o audacioso projeto do ex-prefeito Cândido Pacheco Bastos (Candinho), que há 42 anos iniciou essa jornada de transformação.

“Convidei o prefeito Candinho para uma homenagem, pois foi ele quem, nos anos 1980, teve a audácia de criar este calçadão na Rua XV de Novembro. Ele foi um dos primeiros calçadões do Brasil, sendo o primeiro em Copacabana, no Rio de Janeiro, e depois o icônico calçadão de Curitiba. Agora, o prefeito Celso está revitalizando este espaço, tornando-o moderno e atendendo aos princípios de sustentabilidade, mobilidade e acessibilidade”, comentou Paulo na ocasião.

Como dito por Dirceu, os principais pilares do projeto arquitetônico incluem acessibilidade, mobilidade urbana e sustentabilidade. Para garantir a acessibilidade, as guias serão niveladas, eliminando os meios-fios, com exceção de algumas travessas. Além disso, ciclistas, patinetista, skatistas e pedestres terão espaços de circulação distintos, priorizando a segurança de todos.

A mobilidade urbana será aprimorada com a instalação de pavimento rígido e a implementação de um sistema de drenagem inovador, que inclui grelhas para o escoamento da água das galerias pluviais. A presença de placas fotovoltaicas contribuirá para a geração de energia limpa, promovendo a sustentabilidade ambiental.

“Outro destaque do projeto é a criação de um ambiente propício para o comércio local, com a instalação de quiosques e pequenas lojas ao longo do calçadão. Esses espaços serão geridos por meio de um chamamento público, incentivando a participação dos empreendedores locais e garantindo a manutenção dos sanitários e de outras benfeitorias de uso coletivo”, acrescentou Dirceu.

Os moradores e comerciantes de Guarapuava também estão entusiasmados com as mudanças que estão por vir. Celso Nascimento, de 62 anos, morador local há décadas, enxerga na revitalização uma oportunidade de impulsionar o comércio local e melhorar a qualidade de vida da população.

“A cidade vai mudar bastante, ficando mais bonita e moderna com um novo sistema que vai substituir o antigo. Isso vai trazer muitos benefícios, como impulsionar o comércio, o turismo e até mesmo melhorar a saúde pública. O trânsito também vai melhorar, tornando mais fácil para as pessoas acessarem serviços de saúde e fazer compras. Parabéns ao prefeito Celso Góes e toda a equipe, por revitalizar um projeto feito há 42 anos, mostrando seu compromisso com o progresso da cidade”, afirmou o morador durante a assinatura do projeto.

Da mesma forma, a radialista Patrícia Vítor de Paula, que vive em Guarapuava há menos tempo, vê na iniciativa uma forma de tornar o centro mais atrativo e acessível para todos.

“Atualmente eu noto um fluxo grande de pessoas que movimentam o comércio, e agora com esta revitalização, só acrescenta na qualidade de vida das pessoas. Elas vão poder fazer as suas compras com mais facilidade e com mais opções também. Este crescimento é muito interessante não só para Guarapuava, mas também para as pessoas que vêm da região”, comentou a comunicadora.

Deixe seu comentário:

Veja Mais